segunda-feira, 27 de agosto de 2012

MUDANÇA DO TEMPO

No dia seguinte, quando regressei aos Lourais para avançar na direcção da Fajã de São João, o tempo tinha mudado radicalmente. Afinal, é essa uma das magias das ilhas. O que ontem brilhava e exalava calor no dia seguinte todo ele era cinza e neblina cobrindo e descobrindo o topo verde da montanha e pintando o mar de um verde garrafa entristecido e nostálgico. Ainda me enganei a princípio mas no meio da toalha de nevoeiro e de chuva apareceu-me um homem junto a um burro. Tinha a cabeça coberta por um capuz e uma faca de mato na mão. Segui com ele por um trilho. "Estou farto de pedir à junta para limpar isto ou dar algum para limpar. Cuidado a pisar as pedras. Todos os anos tenho de limpar isto para passar com os meus animais". s jorge 22 s jorge 21 s jorge 20

Sem comentários:

Publicar um comentário