sexta-feira, 5 de outubro de 2012

PRAIA

Finalmente a Praia. O mar encheu o areal de algas que formam um monte castanho e circular. Um grupo de pescadores conversa sentado â porta da lota, que é domingo e o mar não está para pescarias. Em frente à zona onde antigamente existiram os fornos de telha, as ondas fustigam furiosamente as pedras, grandes e negras, por vezes ocultas pelos cedros do mato. 25-6 25.5 25-4 25-10

Sem comentários:

Publicar um comentário