quinta-feira, 15 de novembro de 2012

DE SANTO AMARO A SÃO ROQUE

Acontece com frequência no mar dos Açores e tive a possibilidade de assistir enquanto caminhava da Prainha até São Roque. Uma mancha de água da chuva, uma cortina de vapor avançava dos lados de São Jorge em direcção ao Pico embranquecendo o Oceano à sua passagem. Já em São Roque passei junto a um exemplar magnífico de arquitectura baleeira. Esta casa, conhecida na ilha como "Casa Azul", respira a influência das casas americanas trazida pelos tripulantes picoenses que labutaram nos navios baleeiros americanos. As varandas, o pórtico, a torre em madeira são influências trazidas da costa leste dos Estados Unidos, nomeadamente de New Bedford. O mar do Pico, esse, nunca dá tréguas. A marginal que segue até ao Cais do Pico testemunha essa batalha furiosa entre as vagas azuis e as rochas encarquilhadas que mais parecem dentes negros espumando baba branca. 114 115 116

Sem comentários:

Publicar um comentário