quarta-feira, 5 de setembro de 2012

FINALMENTE AS VELAS

Esta foi a primeiríssima imagem que tive das Velas, ainda cá em cima. Mal eu sabia que ainda iria ter de contornar pavilhões industriais e dar uma volta sobre a povoação para lá chegar abaixo, às ruas estreitas com casas de outras eras, um barroco ali, um art-deco acolá. Até, claro está, esbarrar com o edifício em forma de vela do auditório e centro cultural e recuar até ao jardim da praça da República onde me sentei a descansar e a pasmar frente ao coreto. urzelina-velas 4 urzelina-velas 5 velas

Sem comentários:

Publicar um comentário