terça-feira, 24 de julho de 2012

FESTAS DA IRMANDADE DE ESPÍRITO SANTO DA RUA DE BAIXO, SÃO PEDRO, ANGRA DO HEROÍSMO

Na semana passada, acompanhei as festividades do Divino Espírito Santo na Irmandade da Rua de Baixo, em São Pedro, Angra do Heroísmo. "Na cidade o Espírito Santo começa mais tarde. Normalmente, onde começa mais cedo, em Maio, é nas zonas rurais do lado oeste da ilha, na Serreta, no Raminho", explicou-me um dos mordomos, Paulo Gores, 37 anos. Este ano, ele e um pai organizaram a festa. "E aqui também existem diferenças. Não fazemos os bodos e o bodo de leite que organizamos é de noite por causa das pessoas terem os seus trabalhos durante o dia na cidade. A tradição era de manhã". 73 "Aqui a festa é muito diferente", explica Paulo, "no campo as pessoas têm as suas coisas, cada um oferece do que produz. Aqui fazemos dois peditórios, um em Março e outro uma semana antes da festa. No campo, organizam as "funções" (refeições com a sopa do Espírito Santo) para 300, 400 pessoas, aqui chamamos-lhe a "Ceia dos Criadores". 74 80

Sem comentários:

Publicar um comentário