sexta-feira, 23 de março de 2012

"NÃO TROCO AS MINHAS ILHAS POR NADA"

P1000446
Em breve, a estação dos CTT dos Ginetes vai fechar. Muitos vão sentir falta do posto dos correios e outros tantos das desgarradas entre a guitarra portuguesa de José Duarte e a viola da terra de Luís Rego, 59 anos, 20 nos correios dos Ginetes. "Eu passava horas a ouvi-los, não havia movimento, eles tocavam", conta um morador.
Luís é de Ponta Delgada, mais propriamente da Fajã de Baixo e há muito que toca em grupos musicais. Teve uma banda em jovem chamada OS REBELDES. Tocavam temas dos Beatles e Rolling Stones. Já tocou viola acústica em grupos folclóricos, já tocou fado e participou recentemente na gravação de um cd prestes a ser lançado do grupo "Vozes do Mar do Norte".
Desde há quatro anos, Luís Rego interessou-se mais pela viola da terra: "É a nossa cultura, é a saudade, é o sentimento açoriano. Quase todas as famílias tinham uma viola da terra. O meu avô tinha uma viola da terra sempre deitada em cima da cama para não apanhar a humidade. Cresci com aquele som".
Luís Rego, prestes a deixar os Ginetes mal a estação feche, vai continuar a dedicar-se à música, à viola da terra e nos Açores. "Não troco as minhas ilhas por nada. Tenho um irmão em Inglaterra, outro em Lisboa, um em Boston e outro na Califórnia. Eu não largo as ilhas".

Sem comentários:

Publicar um comentário